29 janeiro 2015

Windows Phone FTW - agora a porra vai ficar séria

Tô de olho em você, Windows Phone!
O coitado do +Eric Mac Fadden já deve estar cansado de ser o único com um Windows Phone aqui no meio da galera, mas, se os rumores se confirmarem, outros de nós, que já andam de olho na plataforma, podem acabar "pulando a cerca". Te cuida, Android!

Quando pensamos em Windows Phone, a primeira coisa que vem à mente é "falta de aplicativos", e parece que a MS finalmente está no caminho certo. Mas há uma outra coisa aí, que quase ninguém repara: a falta dos chamados flagships, telefones de topo, com performance diferenciada.


O último de que se tem notícia não chegou e nem chegará ao Brasil, porque infelizmente é da HTC, e atende pelo nome de HTC One M8 for Windows, e já faz um tempinho que foi lançado. Assim sendo, suas especificações de hardware já foram superadas por alguns aparelhos com Android.

Mas, segundo um relatório publicado pela conferência GDC, que reúne desenvolvedores de jogos do mundo todo e terá sua próxima edição de 2 a 6 de março, este quadro pode começar a mudar, porque já se fala em alterações do sistema, que passará a suportar processadores octa-core e telas de resolução QHD - sim, por estranho que pareça, hoje, o sistema tem estas limitações!

O fato é que os desenvolvedores de games estão ávidos para acrescentar seus maiores projetos à plataforma, e o futuro parece promissor, já que o relatório fala em smartphones e tablets com processadores octa-core e GPUs realmente dignas dos melhores jogos, todos rodando Windows 10. Será que vai rodar Crysis?

Claro que não é só o hardware que conta: o sistema tem que ser bem "azeitado" para entregar performance sem sacrificar a bateria nem esquentar demais o aparelho na mão do usuário. Para isso, o gerenciamento de energia deve ser melhorado, inclusive com a inserção de um modo e recarga rápida. 

Oremos.

MRJ

P.S.: FTW = For The Win

Nenhum comentário:

Postar um comentário